Upgrade Process and Migration Methods

Vamos iniciar os nossos estudos sobre Upgrade e Migration. Vale ressaltar que são dois processos diferentes.

Upgrade consiste em atualizar para uma versão mais recente do banco, no post seguinte irei demostrar como migrar para a versão 12.2, que é os estudos que estou fazendo para a certificação OCA 12c. Nesse upgrade, podemos dividir em duas etapas. Primeiro o Oracle Software, no caso instalar o binário mais recente do Oracle em uma nova ORACLE_HOME. E segundo atualizar, fazer o upgrade, da nossa base, o database.

Já o processo de migration, migrar os dados, se refere a mover os dados de um banco para outro. E após migrar esses dados podemos realizar o processo de upgrade do banco.

Temos mais de uma opção para realizar um upgrade. Executando o Database Upgrade Assistante(DBUA), que é uma interface gráfica que nos guia em todo o processo. Podemos fazer de modo manual via scripts. E também pode-se utilizar o processo de migrar os dados com o Oracle Data Pump, onde iremos realizar um export no banco atual e fazer o import em outro Oracle Database com a versão mais recente. Um excelente método com o Data Pump seria o método network, onde especificamos um dblink e nenhum arquivo será criado em uma área de stage, dessa forma a migração dos dados será bem mais rápida, mas mesmo assim, o downtime de migrar os dados será maior do que atualizar a base já existente.

O processo de upgrade tem algumas etapas, que estão descritas na imagem a seguir:

  • Passo 1 – Prepare to Upgrade: Conheça a nova versão do Oracle, entenda e estudo os métodos de upgrade disponíveis e escolha um. Crie um plano de teste e uma estratégia de backup.
  • Passo 2 – Test the Upgrade Process for Oracle Database: Faça o upgrade da sua base de testes, uma base que é uma cópia da de produção, em um ambiente que se assemelhe o máximo o possível ao de produção. Verifique qualquer problema durante o processo e mensure o downtime necessário para a operação.
  • Passo 3 – Test the Upgraded Test Oracle Database: Aplique o plano de testes criado no passo 1. Verifique se algo parou de funcionar, se não funciona direito ou problemas de performance e veja como solucionar.
  • Passo 4 – Prepare and Preserve the Production Oracle Database: Programe uma janela para o processo de upgrade com o downtime observado no passo 2, tendo em mente um possível fallback. Faça um full backup antes do processo.
  • Passo 5 – Upgrade the Production Oracle Database: Realize o processo de upgrade no ambiente de produção do mesmo jeito que foi realizado no ambiente de testes do passo 2. Faça um full backup após o processo e realize tarefas pós upgrade que podem ser necessárias.
  • Passo 6 – Tune and Adjust the New Production Oracle Database: Após o upgrade, monitore a atividade e verifique possíveis problemas de performance e corrija conforme necessário. Implemente as novas features, e etc.

Seguindo esses passos descritos acima, acredito que você não terá problemas no seu processo de upgrade. Mas, para qual versão devemos atualizar? Bem, antes de tudo, vamos entender como é os Release Numbers do Oracle com a imagem abaixo:

O número da versão do Oracle é composto por 5 números. O primeiro seria a major realease, como 11g, 12c, 18c, 19c e assim por diante. Segundo número seria a maintenance release, como Oracle 12c release 1 ou 12c release 2. O terceiro número é referente ao application server, no caso de database será sempre 0. O quarto número é o componente-specific que se refere ao patch release. E o último é o plataform specific, que é o patch set para uma plataforma específica. Um exemplo seria o Oracle Database 12.2.0.1.0 e com um bundle patch ou um patch set update ficaria 12.1.0.1.2.

Meu nome é Tércio Costa, sou formado em Ciências da Computação pela UFPB, tenho a certificação OCA 12c, Oracle SQL Expert e OCP PL/SQL, mantendo um blog reconhecido pela OTN(oraclepress.wordpress.com), no qual também publico artigos técnicos no portal OTN, no portal http://www.profissionaloracle.com.br/gpo e na revista SQL Magazine. Além de tudo isto sou um Oracle ACE por estar sempre contribuindo para a comunidade com um bom nível de expertise.

Marcado com: ,
Publicado em UPGRADE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Esse Blog é reconhecido pela
Sou um
Certificações
Sou articulista

Clique para seguir este blog e receber notificações via email de novos posts.

Tércio Costa

Tércio Costa

Meu nome é Tércio Costa, sou formado em Ciências da Computação pela UFPB, tenho a certificação OCA 12c, Oracle SQL Expert e OCP PL/SQL, mantendo um blog reconhecido pela OTN(oraclepress.wordpress.com), no qual também publico artigos técnicos no portal OTN, no portal http://www.profissionaloracle.com.br/gpo e na revista SQL Magazine. Além de tudo isto sou um Oracle ACE por estar sempre contribuindo para a comunidade com um bom nível de expertise.

Links Pessoais

Serviços verificados

Visualizar Perfil Completo →

Total de Visualizações da Página
  • 175.432 Visualizações
%d blogueiros gostam disto: